Castelo de Juromenha – O Guardião do Guadiana

Junto à margem do Guadiana, imponente resistindo ao passar dos tempos mantém-se firme o Castelo de Juromenha. Trata-se de um gigante histórico, incansável na defesa do nosso país e da portugaliadade. Resistiu a diversas investidas ofensivas, a um grande incêndio e até ao terramoto de 1755!

Castelo de juromenha

A história

Localizado na pacata localidade de Juromenha, concelho de Alandroal, distrito de Évora, este gigante foi construído junto a um dos mais importantes pontos de travessia do rio Guadiana. A ocupação daquela região remonta a povos anteriores ao domínio romano, no entanto o primeiro registo histórico de uma edificação fortificada naquele local é assinada por Júlio César em 44 a. C..

Aquando a ocupação muçulmana, é conquistado em 1167 por D. Afonso Henriques, conquista esta que cai por terra fazendo retornar novamente às mãos dos mouros a região cerca de três décadas mais tarde. Em 1242 o Castelo de Juromenha regressa de forma definitiva a fazer parte das cortes portuguesas.

Castelo de juromenha

Em 1312, reinava D. Dinis que lhe concede a carta de foral e incrementa a fortificação. São construídas muralhas onde estão inseridas 16 torres quadrangulares, saltando à vista a torre de menagem que se ergue nos céus a 44 metros de altura.

Durante a Guerra da Restauração é novamente reforçado e construída a Fortaleza de Juromenha.

Mas o Castelo de Juromenha não resistiu apenas a grandes batalhas. Em 1659 uma explosão no paiol de armamento seguido de um violento incêndio destrói grande parte das estruturas do castelo. Mais tarde, aquando o grande terramoto de 1755 a estrutura sofre novamente momentos de destruição. De ambas as vezes o castelo é reconstruído dada a sua importância estratégica.

A beleza

O Castelo de Juromenha encontra-se hoje em ruínas mas trata-se de um local magnífico para visitar. Somos transportados para a fantasia enquanto caminhamos por entre os diversos edifícios que constituem o complexo. A vista sobre o rio Guadiana é privilegiada, não fosse a principal razão de tamanha beleza aqui construída.

Castelo de juromenha

Os traçados dos edifícios de outrora conta pedaços de histórias de outrora. A igreja, os Paços do concelho, a cadeira, tudo! Toda a envolvente cria um ambiente místico que merece sem dúvida a visita de por quem lá passa.

De que estás então à espera de ir conhecer o Castelo de Juromenha, de ires conhecer o Alentejo?

O Alentejo tem cor, cheiro e sabor…

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *