Mitos e Lendas – A Costureirinha

Mitos e lendas são uma marca do nosso Alentejo distante no tempo, que muito possivelmente por conta do desenvolvimento ritmado da sociedade se vão perdendo. A Costureirinha é um exemplo claro do que vos falo e será sem dúvida uma das lendas mais conhecidas não só no Alentejo como em todo o país.

Como qualquer mito ou lenda os contornos gerais são idênticos de região para região, existindo no entanto muitos pormenores que são alterados de pessoa para pessoa ou região.

Não é muito difícil encontrar ainda hoje uma pessoa que tenha esta lenda bem presenta na lembrança ou até mesmo que nos relate em primeira mão a vivência desta história. Os relatos contam que era recorrente ouvir um som de uma máquina a costurar, assim como o som da linha a partir ou o de uma tesoura a ser pousada na madeira. O som podia vir de qualquer compartimento da casa e não tinha razão aparente.

Seria de tal forma tão habitual ouvir este som que para a maioria das pessoas não se tratava de algo assustador, pura e simplesmente “estava ali a costureirinha a trabalhar”.

a costureirinha

Mas quem seria afinal a costureirinha? Aí sim existem diversas versões que variam bastante de região para região. Para muitos terá sido uma costureira que trabalharia também ao Domingo, não respeitando o dia sagrado, como tal quando morreu terá sido castigada a deambular pelo mundo dos vivos à procura da sua remissão. Uma outra versão muito conhecida é a de que em vida terá feito uma promessa que não fora cumprida e quando morreu terá sido castigada por tal erro.

Muitas outras são as versões para explicar quem seria então a costureirinha, passando por uma costureira que fizera um vestido de noiva para a filha que morrera antes do casamento, a costureira que costurou uma vinda inteira para sustentar a família e continuara mesmo depois de morta, entre muitas outras.

De um modo geral a costureirinha seria, será, uma alma penada fada a cumprir o seu castigo por erros cometidos em vida.

Terá então cumprido todo o seu castigo e encontrado paz a sua alma? Não se sabe, no entanto os relatos deixaram de surgir, ou pelo menos de forma tão usual como antigamente.

A explicação lógica ou cientifica para tal acontecimento nunca fora encontrada, existindo também algumas suposições tais como o ruído do bicho da madeira nos móveis lá de casa, mas não possam disso mesmo, suposições. De qualquer das formas é disso que vivem os mitos e lendas, de suposições e explicações por encontrar, e que assim se mantenham para alimentar todo este mundo de fantasia, ou real mas apenas desconhecido.

E tu, ouvis-te ou conheces alguém que tenha relatado a presença d’ a costureirinha?

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *